Há potes de ouro naquelas velhas indústrias

The best tech deals are no longer in a much picked over ‘tech sector’ per se; they’re in applying technology to old-world industries“, @techcrunch

A web não é o único espaço para se empreender e inovar neste mundo. Veja só o caso da empresa GreenRoad, de Israel, que encontrou uma excelente oportunidade de negócios numa indústria antiga, ainda não totalmente tomada por tecnologias de ponta e com problemas reais: altos custos que podem ser evitados, vidas que podem ser salvas, o meio ambiente que pode ser respeitado.

Bastou um bom observador com olhar cuidadoso e pronto! Cria-se um negócio de ponta e, ainda, global.

A indústria que a GreenRoad atende é a de transportes, mais especificamente frotas de caminhões, ônibus e carros. Em poucas palavras, a empresa criou um equipamentozinho (basicamente, sensores, GPS e luzes de sinalização) que, instalado no painel dos veículos, consegue avaliar como o motorista está guiando.

O equipamento apresenta uma luz verde, quando está tudo ok, amarela, quando o motorista está se excedendo um pouco (freadas bruscas, por exemplo), e vermelha, quando ele está dirigindo feito um louco. Todo o dia pela manhã o equipamento apresenta a luz verde e, ao longo do dia de trabalho do motorista, vai monitorando. Se for o caso, passa para amarelo e vermelho.

Resultado: os motoristas estão mais conscientes do seu modo de dirigir, o que, de cara, poupa combustível. Mas poupa mais: os custos de um acidente são altíssimos, a vida das pessoas envolvidas em acidentes de trânsito não tem preço e, ainda, a própria economia de combustível e do ferro velho pós-acidente ajuda a preservar nosso planeta.

Boa ideia com claros indicadores de resultado. Venda fácil para quem administra frotas. Leia mais aqui.

Alexandre Ribenboim.

PS.: Agora, imagina a segurança que isto traz para os pais das crianças que usam ônibus ou vans escolares? Já comprei!